Ecovila Clareando

Casa Terracota – Sandra / Hiroshi

Ecovila Clareando

Casa TerracotaArquiteta: Monika Grond. A casa Terracota serve de modelo para muitas técnicas de construções alternativas utilizadas na ecovila. Ela se localiza na rua 1, à esquerda, perto da casa do caseiro e também da área comunitária. Podemos destacá-la pela cor predominante salmão claro e as telhas curvas marromavermelhadas.

“Fiz o telhado curvo para dar um ar mais orgânico”, disse Edson Hiroshi, idealizador do projeto. Algumas partes externas da varanda e também algumas paredes internas estão com os tijolos de adobe aparente, mostrando sua bela textura. Veja a seguir os detalhes desta casa por itens.

Estrutura: toras de eucalipto

Estrutura: toras de eucaliptoA base estrutural que forma a casa Terracota é feita de toras de eucalipto. Quase 100% desta madeira vem de áreas de reflorestamento. Se ele for bem tratado e cortado têm resistência e durabilidade. Nestas toras, foi aplicado óleo de carro queimado.

O óleo velho é um problema ambiental sério e está é uma forma bastante interessante de fazer o seu reúso. “Eu mesmo retiro o óleo do meu carro, com menos quilometragem que o normal. Eu o uso para revestir madeiras mais finas e delicadas, devido ao fato dele não ser tão escuro”, afirma Hiroshi. A aplicação conserva a madeira e também evita cupins, entre outras qualidades.

Paredes: tijolos de adobe e reboco de terraesterco

Paredes: tijolos de adobe e reboco de terraestercoA casa toda é construída com paredes de tijolos de adobe. Este material é o que traz o menor impacto ambiental, visto que é feito de terra, subsolo, esterco e areia. Estes materiais são facilmente encontrados na região e têm baixo custo. Depois de misturados os elementos, os tijolos secam naturalmente dentro de moldes de madeira retangular.

Algumas paredes têm estes tijolos aparentes, que mostram bem sua textura e seu ótimo aspecto. O reboco das paredes é feito de terraesterco. O esterco impede que o acabamento trinque.

Pintura: tinta de terracal

Pintura: tinta de terracalO látex ou o vinil que é empregado na maior parte das tintas industrializadas não deixa a casa “respirar”. Isto torna o ambiente sufocado. “Uma pessoa que usa náilon o dia todo fica sufocada e não percebe o mal que isto faz. Ela vai se acostumando. Se uma pessoa viver sempre numa casa pintada de látex, fica se sentindo mal também e não sabe de onde vem o mal”, diz Hiroshi.

Por isto a casa Terracota utiliza a tinta de terracal, feita de terra e cal. Na ecovila, existem cinco tonalidades diferentes de terra: amarelo, salmão, vermelho, bege e branco. Ela é hidrofugante, ou seja, ao mesmo tempo em que “respira”, não deixa penetrar água. No lado externo, é aplicado baba de cacto para impermeabilizar a parede.

Telhado: telhas de papelão e resina asfáltica

Telhado: telhas de papelão e resina asfálticaO telhado é montado em camadas de diferentes materiais. Primeiro temos as telhas. Em seguida, foram colocadas finas ripas de madeira transversais. Depois temos a manta aluminizada. O conjunto fica montado sobre armações de ferro que dão um formato curvo no sentido da telha. Tudo isto ainda fica em cima de pequenas toras transversais que cobrem todo o comprimento da casa.

A telhas marromavermelhadas são industrializadas. Ecológicas, elas são feitas de papelão reciclado e resina asfáltica. Desta forma, elas não são agressivas ao meio como o amianto. A manta aluminizada tem como função proteger a casa contra vazamentos e refletir o calor. O telhado tem como acabamento o forro de bambu, que também ajuda na função térmica, além de dar uma aparência muito agradável ao interior.

Piso: madeiras de demolição

Piso: madeiras de demoliçãoParte do piso da casa é feito de madeiras de demolição. Na sala e nos quartos temos tacos de madeiras nobres que virariam lenha em outros locais.

“Quando você reúsa a madeira, evita que tirem outras para fazer aquele piso e também que sua queima jogue mais carbono no ambiente”, afirma Hiroshi.

Água da chuva: captação via um pequeno lago

Água da chuva: captação via um pequeno lagoO telhado da casa Terracota recebe mais de 180 mil litros de água limpa por ano. Se esta água não for coletada, pode causar erosão nos terrenos logo abaixo da ecovila. Sendo assim, está sendo construído um sistema de captação de água de chuva bem interessante.

Um pequeno lago artificial, logo na frente da varanda, receberá quase toda a água que cai nas telhas na parte da frente da casa. Existe ainda um reservatório subterrâneo com um sistema que filtra a água captada, permitindo seu uso para descarga, lavagem de carros, irrigação de pequenas hortas, entre outras aplicações.

 

Fique ligado nesta página e aguarde mais novidades na casa Terracota. Veja também as datas dos próximos piqueniques.

Índice de Construções na Ecovila

 
 
Desenvolvido e administrado por Andre Cozza